Como fazer uma mudanca de casa sem dor de cabeca

Como fazer uma mudança de casa sem dor de cabeça

Fazer mudança nunca é fácil, por isso, hoje separamos várias dicas incríveis para você fazer a sua mudança sem preocupação.

Além disso, vamos mostrar como é o processo de organização para iniciar a mudança. Leia até o final e separe seu caderno de anotações para se preparar para a sua casa nova.

Planejamento é tudo!

Em um processo de mudança, seja de casa ou na vida, o planejamento deve ser o primeiro ponto a ser considerado. Pense sempre que alguém planeja, avalia todas as hipóteses e assim pode saber como proceder em algum imprevisto.

Para se planejar comece conhecendo o trajeto da sua casa atual até a nova casa, vendo quais são os principais pontos de congestionamento, possíveis semáforos e os pontos críticos mesmo das rotas oferecidas.

Na maioria das vezes conhecer esses detalhes pode te ajudar a evitar problemas como: algum acidente em uma via muito movimentada, ou até mesmo ver isso como um incentivo para embalar mais cuidadosamente seus pertences.

Outro fator do planejamento é saber se tudo será realmente levado e o que será deixado, vendido ou doado. Fazer essa separação com antecedência vai ajudar para que no dia da mudança tudo esteja nos devidos lugares e para você não esquecer nada também.

Um cronograma de organização pode ser uma boa, cada dia da semana que anteceder a mudança, você empacotar, separar e organizar um cômodo. Desta forma, sua mudança será muito simples, pois a parte mais difícil foi dividida e você pode revisar tudo com calma.

Além do cronograma no planejamento, vale pesquisar bem as empresas e saber exatamente como seus móveis serão transportados. A data e o horário devem ser os primeiros a serem negociados. Assim, seu planejamento será baseado em fatos.

Desapegue!

Na hora da mudança desapegar é o segredo para não levar coisas demais para casa nova. Vamos pensar assim: “Casa nova, coisas e vida nova!”, se você sempre colocar essa frase quando for separar suas coisas, vai notar que nem tudo tem tanta importância, é mais apego emocional.

Portanto, veja bem se aquilo te servirá na nova casa e pense que você pode estar ajudando alguém, às vezes o que está sem uso para você pode ser bem útil para o outro. Por isso desapegue, isso te fará bem e pode ajudar muitas pessoas.

Outro fato sobre desapegar é saber se é uma vantagem manter aquele eletrodoméstico ou móvel, pois, muitas vezes sua casa nova pode ser maior e este móvel pode não se enquadrar. Neste caso uma boa opção é a venda, e o valor arrecadado com venda de objetos em bom estado, pode ajudar a pagar o carreto da sua mudança.

Leve a segurança em consideração.

Quando falamos em segurança na mudança, não é apenas na certeza de chegar com os seus móveis, mas sim de não ter nada quebrado e que ninguém se machuque no processo de carga e descarga dos objetos.

Para isso, selecione um local específico para embalar os objetos mais frágeis, isso vai ajudar o pessoal que fará o transporte, saber o que é frágil ou não. Neste caso, não estamos colocando apenas peças pequenas como vasos, taças, copos e pratos.

Objetos frágeis podemos incluir TV, computador, videogame, entre outros eletroeletrônicos de grande porte que não podem ser levados no carro, por exemplo. Portanto, tire um tempo para etiquetar os objetos frágeis, empacota-los muito bem e deixá-los sempre juntos como algo que merece uma atenção a mais.

Não esqueça de notificar as pessoas da companhia de transporte, que existem esses objetos e que apesar de bem embalados eles precisam ser transportados em segurança. Desta forma, você vai pensar na segurança dos seus objetos e na segurança de quem irá transportá-lo.

Documentos são importantes.

Sim, com toda certeza você deve ter um lugar na sua casa onde guarda todos os documentos, básicos e até os mais necessários a longo prazo, como: contrato de compra e venda, processo de transferência de água e luz, comprovante de renda, essas coisas que temos por segurança.

Quando chegar a hora de guardá-los para fazer a mudança, não os coloque com os demais objetos, pois eles podem rasgar, molhar, desgastar ou até perder completamente o documento. Por isso, separe esses documentos por ordem de importância e os acomode em um lugar que só haverá papeladas.

Além de ficar mais fácil de encontrar, você terá a certeza que eles estarão em bom estado para quando forem guardados novamente. Vale dizer ainda que colocá-los em um saquinho plástico pode ajudar a manter a integridade do papel, afinal estamos falando de sulfite e este sim, é algo bem frágil.

Se for um documento muito importante e que comprove sua entrada na nova casa o conselho é, deixe ele com você. Assim, você terá fácil acesso a ele, poderá apresentar na portaria do prédio ou do condomínio para entrada e não se esqueça do seu documento de identificação.

Regras de mudança.

Você deve estar se perguntando se existem regras para mudança, pois existem, principalmente se você for se mudar para uma casa em condomínio. Verificar as regras, como horários e dias de mudança é fundamental.

Saber se as pessoas da portaria tem uma entrada específica para os móveis e um elevador exclusivo para esse tipo de serviço.

Com a chegada da pandemia, muitos condomínios colocaram um determinado tempo de uso para a mudança, para isso, é necessário agendar a mudança, obedecer aos protocolos de segurança e fazer a higienização do elevador após o uso.

Portanto, veja todos esses detalhes antes de sair combinando com todo mundo da família, data e horário de mudança.

Instalação elétrica e hidráulica

Sim, verificar as instalações elétricas do imóvel que você está se mudando é fundamental. É interessante você chamar um especialista para ver se não existem instalações piratas no seu imóvel ou até mesmo escape de energia.

Observar esses detalhes vai te ajudar a economizar na conta de luz, e vai possibilitar o uso assim que chegar na nova residência. Por isso, verifique toda instalação elétrica antes da mudança acontecer.

A instalação hidráulica é importante para verificar se não existem vazamentos na casa. Já pensou mudar e do nada você descobrir uma torneira que não fecha? Isso é um grande problema para quem acaba de gastar com mudança e com a compra de uma casa.

Por isso, invista um tempo, você mesmo, antes de mudar para verificar se todos os registros funcionam, as torneiras e qualquer outro assunto ligado a água que abastece a sua casa.

Fique atento ao seu pet!

Quando vamos fazer uma mudança sempre pensamos em todos os detalhes, inclusive em como o nosso amiguinho de patas vai chegar lá. Por isso, não podíamos deixar de fora essa dica também.

Primeiramente, é importante saber como você irá chegar na sua casa nova, se for de carro, não esqueça que seu filhinho peludo precisa ser transportado na caixinha e preso ao cinto, para evitar acidentes.

Se for necessário o uso de avião para chegar à sua casa nova, lembre-se de estar com a documentação do seu amigo peludo em dia também como: vacinação, atestado do veterinário e uma cópia da autorização da companhia aérea.

Não esqueça também de saber como é a entrada do seu pet no condomínio, se precisa de notificação, se é necessário avisar a síndica e se animais são permitidos onde você vai morar.

Conclusão:

Fazer mudança nunca é fácil e quanto antes você começar a planejar, melhor e mais tranquila será a sua mudança. Pensar nos detalhes, verificar quais os pontos que podem gerar preocupação durante a mudança e se prevenir é necessário para não haver frustrações.

Por fim, vale lembrar que você está começando um novo ciclo na sua vida, conquistando algo seu e mudando de vida literalmente. Portanto, curta cada momento, veja isso da forma mais leve possível e veja que este é apenas o primeiro passo rumo a novas conquistas.


Rolar para cima