Como fazer uma mudanca de casa sem dor de cabeca

Como fazer uma mudança de casa sem dor de cabeça

Mudança! Essa palavra é forte e tem um significado intenso na vida de muitas pessoas, pois ela pode marcar a mudança de fases, como um novo emprego, nova cidade, novo relacionamento, porém, a qual vamos ressaltar ao longo deste texto é a mudança para a tão sonhada casa própria. A melhor mudança de sua vida!

Sempre quando pensamentos em mudar para uma casa nova, isso vem com aquela responsabilidade de transferir tudo da sua antiga casa para a nova e que isso vai dar um enorme trabalho, mas não olhe por esse ângulo. Quando mudamos de uma casa para à outra isso significa uma ressignificação em sua vida, buscando uma melhoria e levando os aprendizados da fase anterior.

A mudança de casa pode ser trabalhosa, pois você terá que analisar como fará a transferência dos seus móveis da casa antiga para a nova, além de avaliar se no novo local há espaço para todas as coisas que a sua antiga casa suportou e se você ainda quer todas essas coisas.

Vamos dar algumas dicas de como você pode fazer uma mudança sem ter dor de cabeça e ficar despreocupado.

Avalie o tamanho dos móveis

Você precisa verificar que tanto na casa antiga quanto na nova, os seus móveis são do tamanho ideal para serem transportados dentro do elevador do prédio ou passar pela porta de entrada ou pela escada. Além disso, verifique se na nova residência os móveis da sua antiga casa cabem e se fazem sentido nos novos cômodos.

Você realmente usa?

Aproveite esse momento da mudança para avaliar se você realmente precisa daquela roupa, daquele item de cozinha… Nem lembrava da existência desse item ou já tem muito tempo que você não usava? É hora de passar pra frente, circular a energia e liberar espaço para o que realmente importa.

Empacote antes

A parte mais trabalhosa de uma mudança é empacotar todos os seus pertences, então para facilitar a sua vida no dia da mudança, o recomendado é que comece a embrulhar tudo com antecedência e aos poucos, para quando chegar à hora não bater o desespero de não ter nada pronto ainda. Comece a empacotar os itens que você pouco usa, como algumas louças para ocasiões não corriqueiras, ou roupas de outra estação do ano.

As caixas precisam ser identificadas com o que tem dentro dela. Por exemplo: roupa, calçados, entre outros.

Atenção com as suas roupas!

O processo de empacotamento está ligado ao fator de utilizarmos caixas de supermercados, mas elas nem sempre estão limpas para transportar as roupas que utilizamos no dia-a-dia, então é necessário uma atenção redobrada, para colocar todas as peças em sacolinhas plásticas, identificando o que tem ali dentro e logo depois depositando no recipiente. Caso você não queira transportar as roupas desta maneira, uma dica importante é a utilização de araras, assim você deixa todas as peças penduradas e é só levá-las dentro do caminhão.

Cuidado com a transportadora!

Para fazer a sua mudança existem várias transportadoras e com uma variedade de preços que cabem no bolso de todo mundo, mas é preciso ter uma atenção redobrada para não contratar alguém que mais dará prejuízo do que assistência. É sempre bom questionar a transportadora sobre as condições de montar e desmontar os móveis, além de de como eles vão embalá-los e proteger durante o trajeto.

Crianças e animais podem atrapalhar! Evite!

As crianças e animais precisam ficar em um ambiente calmo e sem a agitação da mudança, pois, elas podem acabar atrapalhando todo o processo. Peça ajuda para os familiares e amigos nessa hora.

Esperamos que tenha gostado, e boa sorte com sua mudança!


Rolar para cima