vistoria de imóvel

Descubra como funciona a vistoria de imóvel

Antes de finalmente se mudar para o novo lar, fazer a vistoria de imóvel é fundamental. Apesar de ser algo extremamente importante para evitar dores de cabeça para os futuros proprietários, muitas pessoas desconhecem essa etapa da compra.
Se você também não sabe como funciona o processo de vistoria e quer saber mais a respeito, continue a leitura desse post com informações exclusivas sobre essa etapa tão importante e evite estresse na mudança para a casa nova.

O que é a vistoria de imóvel novo?

Trata-se de um procedimento que consiste em analisar todos os detalhes do imóvel novo que você pretende adquirir para garantir que elas estejam de acordo com o contrato de compra firmado.
Durante o minucioso processo de inspeção, o futuro proprietário vai checar se o imóvel apresenta condições de ser habitado e se todas as especificidades correspondem ao que foi proposto pela construtora ou pela imobiliária.
O principal objetivo da vistoria de imóvel é garantir que você tenha a máxima certeza do bem que está comprando, evitando problemas futuros que podem causar muito estresse.
Depois que todo o processo de vistoria foi feito, é emitido um laudo com fotos e informações sobre o imóvel. Esse documento deve ser devidamente assinado pelo vendedor e pelo comprador.

Imóvel: como funciona a vistoria?

Agora que você está por dentro sobre o que é vistoria de imóvel, vamos te mostrar como funciona a vistoria de um imóvel. Antes de assinar o termo de recebimento do bem, uma vistoria completa deverá ser feita no seu novo lar. Afinal, é preciso saber se tudo que foi acordado foi devidamente cumprido, certo?
Para que o proprietário tenha certeza de que o seu imóvel recém construído está de acordo com o projeto informado pela construtora, ele precisa ter em mãos o Memorial Descritivo. Trata-se de um documento que traz todas as informações relativas ao imóvel comprado na planta.
Conheça outras dúvidas bastante comuns sobre o processo:

1. Quais informações devem constar no Memorial Descritivo do imóvel na planta?

  • Tipo de material empregado durante todas as fases da obra, bem como no acabamento do imóvel;
  • Informações relevantes a respeito da obra, como localização do imóvel, tamanho da área construída, aprovação por órgãos públicos e escritura do terreno;
  • Relação de todos os serviços realizados antes do início das obras, como o preparo do terreno, aterros, desocupação de áreas, dentre outros;
  • Informações sobre cada etapa da construção, para que o proprietário entenda todo o passo a passo até a entrega das chaves.

2. Quais os itens que devem ser observados na vistoria?

  • Tamanho do imóvel: esse é um dos pontos fundamentais antes do comprador bater o martelo. A área útil total do imóvel (descrita em metros quadrados) deve ser a mesma informada no Memorial Descritivo. É preciso que uma medição seja feita pelo comprador junto com o responsável da construtora, depois da conclusão da obra;
  • Pintura do imóvel: é necessário se atentar se todos os cômodos do imóvel estão devidamente pintados na cor indicada no Memorial Descritivo. Além disso, não deve existir nenhum tipo de mancha ou irregularidades;
  • Pisos, paredes e revestimentos: durante a vistoria de imóvel, o proprietário precisa verificar se todo o piso está bem nivelado, se as peças foram bem assentadas e se não existe nenhum tipo de infiltração. O mesmo vale para as paredes e as peças de revestimento, que não devem estar trincadas, rachadas ou manchadas.
  • Instalações elétricas e hidráulicas: se você comprar um imóvel na planta e estiver fazendo a vistoria nele, provavelmente não será possível verificar se as instalações elétricas e hidráulicas estão funcionando corretamente. Mas não se preocupe, caso esses itens venham a apresentar problemas, você estará assegurado pela garantia do imóvel e poderá acionar a construtora.
  • Portas e janelas: na hora de fazer a vistoria, é importantíssimo verificar se as portas e janelas estão abrindo e fechando com facilidade, bem como fechaduras e dobradiças, que não devem apresentar folgas.
  • Vagas de garagem e áreas comuns: muita gente esquece de vistoriar esses dois itens. O proprietário deve fazer a medição do tamanho da vaga, que deve estar de acordo com o Memorial Descritivo. Uma auditoria também deve ser feita nas áreas comuns do condomínio.

3. O proprietário do imóvel faz a vistoria sozinho?

Não. A vistoria de imóvel deve ser feita pelo proprietário e pelo representante da construtora, que vai tirar todas as dúvidas a respeito do imóvel e anotar os possíveis problemas identificados pelo comprador para que os devidos ajustes sejam realizados no menor tempo possível.

4. E se forem detectadas inconsistências no imóvel durante o processo de vistoria?

Todas as informações que constam no Memorial Descritivo devem ser comprovadas na vistoria. Caso sejam detectadas irregularidades ou inconsistências no momento da vistoria do imóvel na planta, elas serão sanadas o mais depressa possível pela construtora. Depois de tudo devidamente acertado e sem nenhum tipo de pendência, acontece a entrega das chaves para o proprietário.

5. Quais são os critérios usados pelo processo de vistoria?

A vistoria é um processo que envolve a avaliação completa de um determinado imóvel e é baseada em diversos critérios. Os principais são: condições estruturais, instalações em geral e o acabamento do imóvel.
Vale destacar que o pedido de ligação de água e energia elétrica é de responsabilidade do comprador, que poderá fazê-lo na hora em que desejar.

6. Pode-se aprovar uma vistoria sem que o imóvel tenha fornecimento de água e energia elétrica?

Sim. Como dissemos anteriormente, no momento da vistoria de imóvel não é possível testar as instalações elétricas e hidráulicas, já que a ligação de água e luz, na maioria das vezes, ainda não foi feita.

7. Existe algum serviço de assistência técnica nesse caso?

A Cataguá Construtora disponibiliza um exclusivo serviço de assistência técnica para todos os clientes que compram imóvel na planta. A equipe de profissionais da empresa é altamente capacitada e vai resolver o seu problema em pouquíssimo tempo, independente de qual seja ele.

8. Como posso fazer a vistoria de imóvel sem esquecer de nada?

O recomendado é agendar a sua vistoria de imóvel em um dia que a sua agenda esteja mais tranquila. A dica é fazer um check-list de tudo aquilo que precisa ser verificado (aqueles itens compartilhados no item 2, lembra?).
Assim, você faz as anotações sobre o que está correto e as devidas observações sobre falhas ou irregularidades. O mais importante é que você não se esqueça de verificar nada daquilo que é essencial.

9. O laudo de vistoria de imóvel é essencial

Uma vistoria de imóvel não tem nenhum valor legal se ela não tiver um laudo. Por isso, esse documento é fundamental para comprovar tudo que consta no Memorial Descritivo.
Informações relevantes como a metragem, condições das paredes, portas e janelas do empreendimento, bem como outras partes ou especificações estruturais do imóvel, precisam estar no laudo de vistoria.
Além disso, esse documento precisa ter fotos da vistoria, no caso de eventuais inconsistências. Afinal, a mínima irregularidade no imóvel precisa ser registrada e comprovada.
O laudo de vistoria também pode trazer detalhes específicos de cada cômodo, bem como das suas instalações. Depois de tudo acertado, o documento é assinado pelo comprador e pela construtora.

Conclusão

Agora você já sabe todas as etapas da vistoria de imóvel e também quais detalhes analisar durante o processo. Se ainda ficou com alguma dúvida, não deixe de assistir a esse vídeo com explicação clara e rápida da equipe Cataguá Construtora:
https://www.youtube.com/watch?v=056yqb2SNG0


Rolar para cima