mobiliar a casa

Está de mudança? Saiba como mobiliar casas gastando pouco!

Quem não deseja uma casa aconchegante e que reflita a sua personalidade, não é mesmo? Se você está de mudança ou acabou de comprar um imóvel e precisa mobiliar a casa nova sabe que essa tarefa exige alguns gastos extras, mas nós temos uma boa notícia: é possível mobiliar o seu novo lar sem gastar muito!
Existem diversas ações que podem te ajudar a economizar na hora de comprar os móveis e eletrodomésticos, e neste post você vai descobrir algumas delas. Quer descobrir como mobiliar casas gastando pouco sem abrir mão do bom gosto? Então continue a leitura com a gente!

10 passos para mobiliar a casa gastando pouco

A compra de um imóvel é uma grande conquista, mas é também um alto investimento. Neste contexto, o orçamento pode estar mais limitado para investir em novos móveis e eletrodomésticos para abastecer a casa nova, mas isso não precisa ser um problema.
É possível mobiliar a casa sem sentir o peso no bolso e nós vamos te ajudar nesse processo. Confira algumas atitudes simples que fazem toda a diferença na hora da compra e que vão te manter dentro do orçamento:

1. Planejar é o primeiro passo

Assim como um bom planejamento financeiro é o grande segredo para conseguir comprar um imóvel sem apertos, ele também é essencial para mobiliar a casa sem gastar muito, portanto esse deve ser o seu primeiro passo. Para conseguir se planejar, é importante saber como está a sua vida financeira: as contas estão em dia? Está faltando dinheiro no final do mês? É possível cortar algum gasto?
Se tiver dívidas, não comece a comprar seus móveis sem antes buscar maneiras de quitá-las. Depois disso, entenda para onde está indo o seu dinheiro e organize seus gastos de maneira consciente, reduzindo custos ou cortando aquelas despesas supérfluas e defina o orçamento para investir nos móveis e eletrodomésticos para a nova casa.

2. Procure maneiras de economizar

Falando em economia, é preciso manter a consciência e organizar as finanças para conseguir investir na compra dos móveis sem passar aperto no final do mês. Além do planejamento financeiro, pequenas mudanças nos seus hábitos de consumo vão fazer toda a diferença na hora de economizar, assim você vai conseguir deixar o orçamento mais livre para mobiliar a casa nova.
O simples fato de deixar alguns costumes de lado, como fazer muitas compras por impulso ou comer muito fora de casa, já pode poupar uma boa quantia no seu bolso. Procure soluções mais econômicas para substituir esses hábitos e até mesmo maneiras de conseguir uma renda extra, como fazer doces, procurar trabalhos como freelancer na sua área ou organizar um brechó com aquelas roupas que você não usa mais, por exemplo.

3. Defina prioridades

Outro passo muito importante no planejamento para a mudança é definir as suas prioridades com relação aos móveis e eletrodomésticos que precisa comprar para o novo lar. Alguns itens são indispensáveis para o dia a dia, por isso fizemos uma lista para demonstrar o que é essencial para começar:

  • Fogão, geladeira e utensílios básicos para cozinhar como talheres, copos, pratos e panelas;
  • Chuveiro
  • Cama e colchão
  • Mesa de jantar
  • Sofá
  • Armários para o quarto e para a cozinha

Essa é apenas uma sugestão de checklist com os itens mais essenciais para te ajudar a começar, mas você pode adaptá-la conforme as suas necessidades. Móveis como o sofá podem ser substituídos por outros mais econômicos a princípio, como pufes ou cadeiras confortáveis, por exemplo.
Com um bom planejamento e um pouquinho de paciência você consegue deixar a casa do jeitinho que sempre sonhou, garantindo espaços confortáveis e funcionais.

4. Considere a metragem do cômodo

Um erro muito comum e que pode gerar um grande prejuízo para o bolso na hora de comprar móveis é não conferir a metragem do cômodo e o tamanho do móvel antes de fechar a compra. Adquirir um móvel de tamanho inadequado pode tirar toda a funcionalidade do ambiente, principalmente se a metragem do cômodo for menor.
Além de conferir as medidas do móvel e dos eletrodomésticos, vale a pena buscar peças pensando no cômodo como um todo: o posicionamento dos móveis deve deixar um bom espaço de circulação, bem como permitir a entrada de luz natural. Uma boa saída para otimizar espaços menores é optar por móveis multifuncionais, que podem contribuir ainda mais para a economia.

5. Pesquise em várias lojas

Outro grande erro na hora de mobiliar a casa é comprar itens por impulso, sem pesquisar as opções disponíveis. As lojas oferecem diferentes modelos e preços, por isso nem sempre comprar a primeira opção é a escolha mais vantajosa.
Hoje é possível ter acesso a inúmeros estabelecimentos com ofertas diferenciadas sem precisar sair de casa para isso. Existem ferramentas que podem até comparar preços para você, facilitando ainda mais o processo e garantindo o melhor negócio para o seu bolso, por isso não tem desculpa para não pesquisar.
Tenha paciência e dedique um tempo para fazer essa busca: anote preços, procure descontos e verifique benefícios.
Você pode usar aplicativos de cashback para receber uma porcentagem do valor gasto de volta ou ainda conseguir bons cupons de desconto por meio de programas de benefício do cartão de crédito ou por aplicativos, por isso vale a pena ficar atento a essas oportunidades.

6. Garimpe móveis usados

Uma das melhores maneiras de economizar na hora de mobiliar a casa nova é procurar móveis usados. Vale ir em lojas de usados ou procurar peças na internet.
É uma ótima oportunidade de encontrar móveis muito bem conservados por um valor mais acessível, mas até as peças mais antigas podem ganhar uma nova vida com uma pequena restauração – uma simples pintura pode ser suficiente para transformar um móvel, por exemplo. Além de garantir um preço mais baixo, você ainda pode encontrar peças únicas para deixar o novo lar cheio de personalidade.

7. Coloque a mão na massa

Outra forma de aproveitar móveis usados é colocando a mão na massa para dar uma nova vida a eles. Você pode fazer desde o mais simples, como pintar a peça com uma cor diferente, ou usar a imaginação e transformar completamente o móvel: uma porta antiga pode ser transformada em um tampo para a mesa de jantar, por exemplo.
Além dos móveis usados, você pode criar novas peças do zero usando materiais econômicos. Os pallets são um grande exemplo disso, não à toa se tornaram uma grande tendência do DIY (Do It Yourself ou Faça Você Mesmo, em português). Com os pallets é possível criar um painel para a TV, uma mesa ou um rack para sala e até mesmo um sofá.

8. Busque soluções mais baratas

Além de todas as soluções já citadas até aqui para economizar, como investir nos móveis multifuncionais, garimpar peças usadas ou se jogar no DIY, existem outras maneiras de substituir itens e materiais por alternativas mais baratas na hora de mobiliar a casa.
Quando escolher detalhes de acabamento para a casa, como revestimentos e pisos, por exemplo, vale a pena buscar meios mais econômicos e eles podem ser muito mais simples do que você imagina. Usar o mesmo revestimento no imóvel todo parece algo irrelevante, mas pode ajudar a conseguir descontos na compra, já que você está adquirindo uma quantidade maior do produto.

9. Pequenos detalhes fazem toda a diferença

São os pequenos detalhes que vão transformar o imóvel no lar dos seus sonhos e não é preciso investir uma fortuna para criar ambientes incríveis. É possível usar a simplicidade a seu favor para valorizar os cômodos, trazendo conforto e muito bom gosto gastando pouco.
A decoração é grande parte da alma da casa, por isso também deve fazer parte do seu planejamento na hora de mobiliar o novo lar. Apesar de não ser uma prioridade, você pode começar a buscar objetos decorativos para compor os espaços e também torná-los mais funcionais.
Porta objetos, prateleiras e caixas organizadoras vão garantir que a casa fique em ordem e podem ser encontrados por um preço bem acessível. Para dar vida aos ambientes, coloque plantinhas ou complemente com quadros: vale imprimir imagens ou frases inspiradoras e colocá-los em uma moldura, criar um mural de fotos ou até mesmo montar um quadro com materiais reutilizados para o home office.

10. Linhas de financiamento podem ajudar

Assim como existem as linhas de financiamento que te ajudam a comprar o seu imóvel, há também aquelas que disponibilizam crédito para reformas e também para que você possa mobiliar o seu novo lar. A modalidade funciona como o financiamento imobiliário, a única diferença é o destino do dinheiro, que poderá ser utilizado na compra de móveis e eletrodomésticos.
É possível encontrar uma variedade de linhas entre os bancos, com condições de pagamento diferenciadas. O ideal é pesquisar e avaliar as ofertas de cada instituição com atenção para então escolher a opção mais vantajosa dentro da sua previsão de orçamento.
Viu só como mobiliar a casa gastando pouco é mais fácil do que parece? Com algumas atitudes simples você economiza e ainda consegue montar ambientes cheios de personalidade.
Aproveite para conferir outras dicas de decoração nos conteúdos exclusivos do blog da Cataguá e transforme o seu novo lar sem sentir o peso no bolso!


Rolar para cima