como comprar uma casa sem ter dinheiro guardado 1

Como comprar uma casa sem ter dinheiro guardado? Saiba aqui!

Qual é a sua idade? Indiferente dela, a gente sabe que você em algum momento da vida pensou sobre comprar um imóvel ou se questionou sobre como algumas pessoas conseguiram realizar esse sonho que, às vezes, parece tão distante da realidade.
Por incrível que pareça, realizar esse sonho não é impossível, mesmo que você não tenha guardado dinheiro – afinal, a gente sabe que muitas vezes isso é complicado.
Nesse artigo, você vai descobrir como conquistar o seu imóvel sem ter uma grande reserva de dinheiro guardado e ainda vai conferir dicas para encontrar a casa ideal para você. Vem com a gente!

Afinal, é possível comprar uma casa sem ter dinheiro guardado?

A resposta é sim, você pode comprar uma casa sem ter dinheiro guardado e dar adeus ao aluguel! A melhor parte disso é que existem ferramentas bem acessíveis para te ajudar nessa missão e nós vamos te contar quais são elas.
Dá só uma olhada:

1. Financiamento de imóveis

Financiar um imóvel é a primeira alternativa mais buscada para quem quer investir sem ter dinheiro guardado, pois é uma saída prática, rápida e, podemos dizer, fácil.
Para realizar um financiamento, o primeiro passo é procurar um banco e conhecer todos os trâmites necessários. Escolheu o banco e cumpriu com todos os requisitos? Ótimo, agora ele ficará encarregado de comprar o imóvel para você, que é quem está financiando. Depois da compra concluída, você deverá pagar a quantia gasta pelo banco – parcelada e com algumas taxas – de volta.
Resumindo: o banco faz um empréstimo para que você possa realizar seu sonho.

2. Utilize seu FGTS

Outra alternativa para você comprar o seu imóvel mesmo sem ter dinheiro guardado, é utilizar o seu FGTS como parte do pagamento.
O FGTS é composto pelos depósitos mensais que foram realizados pelo seu empregador. Ele pode ser sacado em algumas situações específicas, sendo uma delas a compra da casa própria. Acesse o site oficial da Caixa para conhecer melhor todos os requisitos necessários.
E se ainda assim o seu saldo do FGTS não for o suficiente para realizar a compra do seu imóvel, que tal utilizar duas formas de pagamento? Isso mesmo! Você pode utilizar seu FGTS e também o financiamento!

3. Consórcio de imóveis

Se você não gostou muito da primeira alternativa, que tal o consórcio de imóveis? Não sabe o que significa? Não tem problema, nós vamos explicar.
Primeiramente, é importante ressaltar que o consórcio de imóveis deve ser escolhido caso você não tenha tanta pressa em comprar o seu imóvel, pois diferente do financiamento, aqui você não conseguirá tê-lo tão rápido.
Resumidamente, um consórcio de imóvel é um grupo de pessoas que busca o mesmo objetivo e se junta para conquistá-lo. Nesse caso, o objetivo é um imóvel. Para atingir o objetivo, esse grupo de pessoas precisa arrecadar uma quantidade de dinheiro por algum período determinado.
Seguindo dessa forma, todo mês uma pessoa do grupo é contemplada com uma carta de crédito, documento que servirá para que ela compre o imóvel.
Para participar de um consórcio de imóveis, basta encontrar uma administradora autorizada pelo Banco Central. Depois, é só participar de um grupo por meio da compra de uma cota. E ah, além de não exigir uma entrada, o consórcio de imóveis também possui menos burocracia que o financiamento!

4. Programa Minha Casa, Minha Vida

Dentre as linhas de financiamento imobiliário disponíveis, uma ganha destaque especial: a do programa Minha Casa, Minha Vida. Oferecido pela Caixa, o programa disponibiliza condições de pagamento facilitadas e muito atrativas.
O processo é basicamente igual ao de qualquer financiamento, mas com algumas vantagens extras. Essas vantagens são definidas de acordo com a faixa do programa na qual você se encaixa – são quatro e a divisão é feita conforme a sua renda mensal.
Confira os principais benefícios:

  • As taxas de juros são bem mais baixas do que as praticadas em outros financiamentos e podem variar de 5% a 8% ao ano de acordo com a faixa do programa;
  • A renda familiar mensal necessária para contratar o financiamento é bem mais acessível, começando em R$1.800 e chegando até R$7 mil;
  • Ao contrário de outras linhas que costumam exigir entrada de até 30% do valor do imóvel, o Minha Casa Minha Vida, flexibiliza essa quantia conforme o seu perfil financeiro;
  • Os prazos para pagamento são maiores e permitem parcelar o valor em até 30 anos. Isso também significa que as parcelas serão mais baixas.

Como escolher o imóvel ideal?

Agora que você já conhece todas as opções disponíveis para adquirir a casa própria mesmo sem ter dinheiro guardado, existe outra decisão importante a ser analisada: qual imóvel comprar?
Essa escolha deve ser feita com muita calma e cuidado, afinal este imóvel será o seu novo lar e você precisa se sentir confortável dentro dele. Por isso separamos alguns fatores que você não pode deixar de considerar no momento da escolha.
Não compre um imóvel sem considerar estes pontos:

  • Localização do imóvel: um imóvel bem localizado, com fácil acesso e boa oferta de serviços é essencial para garantir a praticidade no seu dia a dia. Além disso, a localização agrega valor ao imóvel.
  • Suas possibilidades financeiras: não esqueça de definir um orçamento para a compra do imóvel, assim você não ultrapassa as suas possibilidades financeiras. É importante colocar seus gastos na ponta do lápis e analisar quanto da sua renda pode ser destinado para o investimento imobiliário.
  • Suas necessidades: pense também nas suas necessidades diárias, como o espaço necessário no imóvel, quantidade de pessoas que vão morar com você, transporte, proximidade ao trabalho e serviços utilizados com frequência (supermercado, farmácia, padaria, escola)
  • Condições do imóvel: este ponto parece óbvio, mas muita gente acaba deixando de avaliar com cuidado as condições do imóvel antes de comprá-lo. Pergunte sobre reformas recentes, qual a estrutura e fique atento aos detalhes durante a visita ao local.

Viu só quantas opções disponíveis para te ajudar na compra de um imóvel? Agora é só escolher a alternativa que melhor se encaixa à sua realidade e aplicar as nossas dicas para conquistar a casa própria sem dor de cabeça!


Rolar para cima