organização financeira

2021 sem crise: organize sua vida financeira em 7 passos!

Falta dinheiro e sobram contas no final do mês? As dívidas se acumularam? O salário parece não render? Se você se identificou com alguma dessas realidades, não se preocupe: muita gente passa por isso, mas a boa notícia é que basta um pouco de organização financeira para colocar tudo no lugar.
Quer um novo ano livre das dívidas e com mais tranquilidade nas finanças? Com as nossas dicas, o seu 2021 vai ser totalmente diferente: ao longo deste post, nós vamos compartilhar um passo a passo para você se organizar financeiramente e sair do aperto de uma vez por todas!
Pronto para conferir? Então pega a caneta e o papel para anotar cada passo deste guia exclusivo e vamos juntos rumo a uma vida financeira equilibrada!

Organização financeira: como garantir um ano sem aperto?

Com toda a dificuldade financeira trazida pela pandemia do coronavírus em 2020, aprendemos que o planejamento é muito importante para evitar os apertos no final do mês. Dentro deste contexto, entendemos que organizar as finanças é essencial, principalmente para passar pelos tempos de crise com mais estabilidade, mas nós sabemos que economizar pode parecer uma prática difícil, não é mesmo?
Resistir às tentadoras vitrines, àquela promoção que chega no e-mail ou aparece em um anúncio enquanto você navega na internet realmente não é fácil. Além de um bom planejamento, é preciso ter muita disciplina para não se render ao impulso da compra e acabar gastando mais do que pode.
Por outro lado, uma vez criado o hábito de manter as finanças sempre organizadas, você vai perceber que tudo flui de maneira quase automática. Anotar as despesas, traçar metas e evitar aqueles gastos supérfluos vai se tornar uma parte do seu dia a dia naturalmente, sem exigir nenhum grande esforço.
O resultado dessas ações simples é uma vida financeira muito mais saudável, contas em dia e dinheiro sobrando no final do mês: parece um sonho, não é mesmo? Com o nosso passo a passo esse sonho vai ser a sua realidade em 2021!

Passo a passo para organizar as finanças!

Nada melhor do que aproveitar a energia de renovação do ano novo para colocar a vida em ordem e garantir dias muito mais tranquilos com a saúde financeira bem equilibrada, não é mesmo? Por isso, decidimos compartilhar este passo a passo da organização financeira com você.
Existem duas palavras que resumem os passos a seguir: planejamento e organização. Esse será o seu mantra para evitar que a sua vida financeira se transforme em uma bola de neve com contas atrasadas, altos juros e estresse em 2021.
Agora nós vamos te contar como fazer o seu planejamento financeiro e manter a organização ao longo do ano. Anote essas dicas:

1. Deixe as dívidas no passado

As dívidas são as grandes vilãs da sua saúde financeira, pois quanto mais elas se estendem, maiores são os juros acumulados. Para se ter uma ideia, só no Brasil foram mais de 63 milhões de pessoas inadimplentes na última pesquisa divulgada pelo Serasa Experian.
Se você faz parte dessa estatística, não precisa se desesperar: existem maneiras de quitar as suas dívidas sem prejudicar drasticamente a sua renda. No site do Serasa mesmo você pode encontrar ofertas de negociação bem atrativas ou ainda aproveitar o chamado “feirão limpa nome”, que pode oferecer até 90% de desconto, dependendo da empresa com a qual você está inadimplente.
Vale a pena pesquisar as datas destes feirões para se preparar, mas você também pode entrar em contato diretamente com a empresa para negociar a sua dívida. Altos descontos no pagamento à vista e a possibilidade de parcelar o valor são ofertas bastante comuns e podem facilitar a quitação do débito.

2. Saiba para onde seu dinheiro está indo

Depois de encontrar a melhor maneira de quitar as suas dívidas, é hora de entender como anda a sua vida financeira. Para isso, tire um tempinho do seu dia para destrinchar seus gastos mensais e visualizar para onde o seu dinheiro está indo.
A falta de organização é uma das maiores causadoras de dívidas, pois dificulta o gerenciamento da sua renda. Quando você compra produtos e serviços sem um planejamento, o risco de gastar mais do que ganha é muito maior, prejudicando o controle sobre a sua vida financeira.
Liste suas despesas fixas e tente colocar no papel os seus principais gastos nos últimos meses com lazer, saúde, transporte e outras áreas. Com esses dados você consegue identificar quais setores consomem mais a sua renda e como você pode redirecionar o seu dinheiro para melhorar a saúde financeira.

3. Identifique gastos que podem ser cortados

Seguindo o raciocínio do item anterior, o próximo passo é encontrar meios de economizar e utilizar o seu dinheiro de maneira mais inteligente. Com a sua lista de despesas em mãos, fica muito mais fácil visualizar os gastos supérfluos.
Neste momento é preciso manter os pés no chão e definir prioridades: desses gastos, quais realmente precisam ser mantidos e quais podem ser cortados ou substituídos por meios mais econômicos? Por exemplo: se você vai trabalhar de Uber todos os dias, avalie se existem outras formas mais baratas de fazer isso. Pegar um ônibus, dividir carona com amigos do trabalho ou até mesmo ir de bicicleta são algumas opções.
A decisão sobre quais gastos cortar é muito pessoal, pois cada um tem uma realidade diferente. Analise o custo-benefício de cada despesa e busque soluções para reduzi-las.

4. Aproveite a energia de ano novo para traçar metas

Traçar metas para o novo ano já é uma tradição, mas muitas delas ficam para trás conforme os meses vão passando. A dica aqui é aproveitar essa energia de passagem de ano para definir os seus objetivos financeiros, mas nada de desistir deles depois, ok?
Vamos passar algumas dicas para te ajudar a manter o foco ainda nesta lista, mas agora vamos te ajudar a definir essas metas. Primeiro, pense no que deseja conquistar esse ano: um carro, uma casa, um celular, uma viagem ou simplesmente quitar as suas dívidas e começar a investir o seu dinheiro. Independente do seu sonho, o importante é traçar a sua jornada até ele.
Uma vez definido o seu objetivo a longo prazo, é hora de pensar quais passos você pode tomar para facilitar a conquista: pesquise preços, estratégias e tenha conhecimento sobre o que quer para, então, estipular pequenas metas. Se você quer comprar um carro, por exemplo, defina quando quer comprá-lo e quanto precisa economizar por mês para adquiri-lo nesta data.

5. Comece a poupar e a investir o seu dinheiro

Com suas dívidas pagas, despesas organizadas e gastos reduzidos, você pode começar a investir o seu dinheiro. Os investimentos são a melhor maneira de poupar e fazer o dinheiro trabalhar para você.
Se você não entende nada sobre investimentos, não se preocupe: é possível encontrar diversos conteúdos bem explicativos sobre o assunto na internet, assim você consegue definir o meio ideal para seus objetivos. A nossa dica é começar pelos investimentos em renda fixa, que são mais estáveis e não vão apresentar surpresas pelo caminho.
Busque montar uma reserva de emergência e depois distribua seu dinheiro conforme seus objetivos. O ideal é destinar 30% da sua renda para esses investimentos, mas comece dentro de suas possibilidades e, com paciência e determinação, você pode aumentar as aplicações.

6. Encontre a melhor forma de manter o controle financeiro

Para manter a organização financeira e garantir o controle do seu dinheiro é preciso anotar tudo o que você recebe e o que gasta. Sabe aquela balinha que você comprou na lanchonete? Pode anotar! Aquele cafezinho depois do almoço? Anota também!
Assim você consegue administrar melhor o seu dinheiro e fica bem longe das dívidas. Para isso, busque a melhor maneira de anotar esses gastos na sua rotina: pode ser em um caderninho, no celular ou em uma planilha no computador, a escolha fica ao seu critério.
O ideal é que seja um meio prático, para que você não se esqueça de fazer essas anotações. Aplicativos no celular podem ajudar a registrar gastos diários e as planilhas podem complementar o controle, apresentando uma visão maior do seu planejamento financeiro.

7. Leve este foco para o ano todo!

Nós prometemos algumas dicas para te ajudar a manter o foco ao longo do ano, lembra? Então chegou a hora de compartilhá-las! Além de fazer o seu planejamento e desenvolver o hábito de anotar os gastos, existem outras ações que vão te ajudar a manter a disciplina sem desanimar.
Antes de mais nada, você precisa ter em mente que o trabalho de organizar as finanças e analisar gastos deve ser feito de maneira constante. Além disso, é preciso entender que nem sempre os resultados aparecem logo de cara: colocar tudo em ordem pode levar um tempinho, mas não desista!
Uma boa forma de manter o foco e fugir dessa vontade de desistir que pode aparecer pelo caminho é definir algumas “recompensas” para cada meta atingida. Conseguiu pagar as dívidas? Que tal ir jantar naquele restaurante que você ama? Mas atenção aos exageros: nada de sair gastando mais do que pode, ok?

E então, pronto para começar 2021 com a vida financeira em dia? Coloque essas dicas em prática e viva um ano longe da crise!


Rolar para cima